Continuam os trabalhos em Quedas do Iguaçu para conter o avanço do incêndio na área de preservação, nesta quarta-feira (29).

Além da queimada na vegetação, as chamas também matam animais que moram na mata. Imagens registradas pela Defesa Civil de Quedas do Iguaçu mostram um macaco e um tatu carbonizados.

Na terça-feira (28) a estimativa era que aproximadamente 600 hectares de área nativa já foram atingidos pelo fogo. As chamas já atingiram a mata, plantações e se aproximaram casas. Ainda não foi calculado o valor do prejuízo deixado e a Polícia Civil investiga possível motivação criminosa.

A Operação para contenção das chamas na trata-se de uma “Força-Tarefa”, uma integração entre várias Instituições. Hoje mais Bombeiros Militares reforçam a operação.

O efetivo de Bombeiros de Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Pato Branco e Francisco Beltrão, e também a participação efetiva e muito importante da Prefeitura Municipal de Quedas do Iguaçu com o apoio logístico de caminhões pipa, maquinários, e também com um efetivo da Defesa Civil.

Mais bombeiros foram deslocados à região de Quedas do Iguaçu nesta quarta (27).

O Batalhão de Operações Aéreas da PMPR usara helicóptero com equipamento especializado para o combate a incêndios ambientais, o “Heli-Balde”, o que otimizará a efetividade do trabalho da Operação. A aeronave atuará nos focos com maior dificuldade de acesso, em áreas distantes e de mata fechada, onde as equipes a pé tem mais dificuldades de alcançar. O ataque a esses focos será aéreo com utilização da água do Rio Iguaçu e despejo diretamente sobre os focos das áreas nativas.

(Portal Catve)