Toledo – A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) aprovou tecnicamente o estudo aeronáutico encaminhado pelo Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho, de Toledo, a realizar pousos por meio de instrumentos (IFR) em condições meteorológicas de voo por instrumento (IMC) de aeronaves ATR-72, a mesma utilizada pela Azul Linhas Aéreas. A isenção concedida para esse tipo de operação foi deferida na última terça-feira (6) e passará a ter validade a partir da publicação da portaria no Diário Oficial da União, o que deve ocorrer em breve.

Até então, só era possível realizar a aterrissagem quando o piloto conseguia contato visual com a pista. “Nós já temos o procedimento de pouso por instrumentos homologado há mais de dez anos e foi considerado nesse estudo o melhor aproveitamento da capacidade dos equipamentos aeroembarcados desta aeronave. Em nosso processo de Certificação Operacional, a Anac não autorizou essa operação em função dos obstáculos presentes no aeródromo, tais como hangares e terminal de passageiros, mais exatamente na faixa de pista, área protegida para uma possível saída de pista do avião”, explica o diretor do aeroporto, Luciano Puzzi. “Foram dois anos monitorando e levantando dados meteorológicos, dados da operação e monitoramento diário das condições operacionais do aeroporto. A partir disso, a administração aeroportuária idealizou e apresentou à Anac um estudo aeronáutico demonstrando todos os cenários característicos e com uma avaliação detalhada do risco operacional. Na ocasião, foram propostas medidas mitigadoras adicionais para uma elevação da segurança operacional, garantindo a total viabilidade na operação. Após algumas revisões e várias reuniões, virtuais e uma presencial em Brasília, com os técnicos da agência, esta demanda nossa foi atendida”.

O diretor observa que a autorização da Anac mantém outras medidas restritivas para quando o ATR-72 estiver realizando sua operação já em solo, como a impossibilidade de aterrissagem de outra aeronave do mesmo modelo estiver ocupando o estacionamento no estacionamento principal do aeródromo. Apesar disso, esse deferimento da agência reguladora significa um grande avanço para a operação do Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho. “Em situações em que as condições climáticas não estão favoráveis, os voos de ATR-72 que tinham Toledo como destino eram alternados para outras cidades, o que gerava uma série de inconvenientes para passageiros, tripulação e companhia aérea. A partir de agora, raramente será necessário fazer esse remanejamento, o que representa um diferencial importante para nós”, salienta.

Mais conquistas

Nessa semana, a Anac, por meio da Portaria 5.361/2021, publicada na edição da última quarta-feira (7) do Diário Oficial da União, concedeu a Certificação AVSEC ao Aeroporto Municipal Luiz Dalcanale Filho após aprovação do seu PSA (Programa de Segurança Aeroportuária).

A partir disso, o aeródromo entra na lista dos aprovados em “Segurança na Aviação Civil Contra Atos de Interferência Ilícita”.