EDUCAÇÃO

Acadêmica da Unioeste recebe premiação em simpósio internacional sobre tratamento de feridas

25 de maio de 2022 às 14:00
Publicidade

O professor do curso de enfermagem da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e Coordenador da Educação Permanente no Hospital Universitário do Oeste o Paraná (Huop), Tarcisio Lordani, participou de um dos principais eventos sobre tratamento de feridas no Brasil, o Simpósio de Tratamento de Feridas (SIMFER), da Universidade de São Paulo (USP), junto com a orientanda de iniciação científica, a acadêmica do quarto ano do curso de Enfermagem, Ana Cristina Santini.

O SIMFER, é um simpósio internacional e é realizado anualmente premiando os melhores trabalhos sobre tratamento de feridas com profundidade. Além disso, conta com renomados palestrantes internacionais e nacionais. “A participação do evento foi muito importante, pois temos a oportunidade de conhecer o que está sendo trabalhado no Brasil e no mundo sobre tratamento de feridas”, destaca Tarcisio. O professor, que também faz parte da Coordenação da Comissão de Feridas do hospital, ainda salienta sobre a importância de levar um trabalho desenvolvido aqui para ser reconhecido em âmbito Internacional. “Além de participar e ter todo esse aprendizado, nós levamos um trabalho que é fruto dos nossos trabalhos aqui no Huop, dos projetos que idealizamos aqui no hospital junto com a comissão de curativos”, explica.

Além disso, são experiências que agregam ao currículo e memória dos participantes. “Foi um evento gigante, lindo, cheio de profissionais renomados, todos inspirações, parecia que estava vivendo um sonho”, conta a orientanda, Ana Cristina. É o Oeste do Paraná se fazendo presente no Centro do País e sendo intelectualmente expandido cada vez mais. Participações como essas evidenciam a qualidade e a importância dos resultados obtidos em pesquisas aqui da instituição. Pois além disso, o trabalho apresentado por Tarcisio e Ana, “Lesão por Pressão em Pacientes com Covid-19 Internados em Unidades de Terapia Intensiva”, foi premiado entre os três melhores do Simpósio.

Do esforço ao reconhecimento – Com muita pesquisa e esforço, o trabalho de iniciação científica orientado por Tarcísio é um dos melhores sobre Tratamento de Feridas. “É muito gratificante, mostra que nós estamos realizando um bom trabalho, que os nossos resultados aqui são trabalhos que se comparam aos de outros grandes centros e as vezes até superam trabalhos realizados em outros grandes centros, tanto no Brasil quanto fora”, conta o professor. Ana Cristina também relata o sentimento de poder colaborar com os resultados obtidos na  pesquisa. “É gratificante demais estar entre os três melhores trabalhos do evento, uma emoção indescritível. Fico feliz em poder ajudar e de alguma forma poder inspirar outros acadêmicos a ingressar na área da pesquisa”, diz a orientanda, que descreve sentir uma mistura de emoções.

Em um projeto, são orientações atrás de orientações. Muitos materiais científicos trocados entre professor e aluna, tudo para chegar ao objetivo conquistado: resultados. E em toda a caminhada de pesquisa, completa por altos e baixos, são levados conhecimentos, lições e exemplos. “Com certeza vou levar para a vida essa experiência e estar ao lado de quem mais me inspirou nessa área de lesões foi gratificante demais”, finaliza a orientanda.

Assessoria

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE