Rita Maria da Silva

Nasceu: 26 de setembro de 1934

Faleceu: 29 de janeiro de 2019

Rita Maria da Silva nasceu no dia 26 de setembro de 1934 em São Pedro da União, Minas Gerais. Em 1950 ela se casou com Alcides e dez anos depois eles vieram de mudança para o Paraná, instalando-se em São Pedro do Iguaçu. Cascavel virou seu lar em 2012 e, para Rita, essa foi “a melhor viagem da sua vida”.

Dona Rita, como era conhecida, teve dez filhos com Alcides, que faleceu ainda em junho de 1995.

Uma das filhas do casal, Lourdes Maria da Silva conta que a perda do pai foi muito difícil para sua mãe, que acabou entrando em depressão. “Ela era muito dependente do meu pai, ela o amava de uma forma sem igual. Foi muito difícil para ela superar a perda, tanto que ela adoeceu”.

Anos depois Rita voltou a abrir seu coração e viveu por dez anos um novo relacionamento.

A notícia que abalou a família

Na sua vinda a Cascavel, Rita Maria da Silva foi morar com a filha Lourdes e os netos. Mas naquele mesmo ano uma notícia iria abalar a família. “Descobrimos em 2012 que ela estava com mielopatia cervical, uma doença degenerativa que foi agravada pela depressão”, conta a neta Patrícia Maria Siqueira.

Rita é lembrada com muito carinho pela família: “Minha avó foi uma pessoa muito especial, carinhosa com os netos e os bisnetos. Ela gostava muito de conversar, sempre sincera e amiga. E, mesmo sabendo que ela iria falecer, sua morte nos abalou muito”.

Rita era religiosa e frequentava a Igreja Católica. “Minha avó foi uma guerreira, mesmo com a doença ela queria muito viver. Sempre amorosa e preocupada com a família, foi um anjo em nossas vidas”, completa a neta Patrícia.

Despedida

Rita Maria da Silva faleceu no dia 29 de janeiro de 2019 no Hospital São Lucas. Ela ficou acamada durante quatro anos vítima de mielopatia cervical, uma doença neuromuscular degenerativa, e, devido à enfermidade, os rins pararam e isso lhe custou a vida.

Ela foi velada na Capela Mortuária do Bairro Floresta e seu corpo sepultado no Cemitério Jardim da Saudade. Rita deixou dez filhos, 24 netos e 21 bisnetos.