As lagartas exóticas que surgiram no Bairro Parque São Paulo em Cascavel chamaram a atenção pela cor verde e alguns pontos rosa.

Elas se espalharam na árvore em uma das casas e o morador decidiu registrar os bichinhos que despertam a curiosidade, mas também o medo.

A reportagem enviou foto à equipe do setor de endemias do Município de Cascavel e buscou mais informações, a respeito da captura de peçonhento semelhante ao que aparece na foto.

Ao contrário do grupo das lomônias, também conhecidas como taturanas e que podem até mesmo provocar a morte, as lagartas verdes não são nocivas a esse ponto.

“Elas são vistas com mais frequência em coqueiros e já tivemos alguns casos no Bairro Aclimação, mas não são tão comuns”, comenta a gerente do Setor de Endemias, Clair Terezinha Wagner.

Independente das espécies a orientação ao perceber a presença das lagartas é de que o setor seja comunicado. “De preferência orientamos a população para que faça a captura de maneira adequada com luvas e guarde o peçonhento em um recipiente para análise do setor ou então que entre em contato com a nossa equipe”, explica Clair.

Em relação a acidentes provocados por lagartas, somente neste ano, nove pessoas morreram no País e as notificações já passam de cinco mil.

Em Cascavel há informações de que pelos menos três pessoas tiveram contato com elas e precisaram de atendimentos.

“Quando houver o contato direto é importante buscar o serviço de saúde e na sequência os casos notificados são comunicados ao setor”, ressalta Clair.

Cuidados

O Setor de Endemias orienta que ao fazer limpeza de quintais e lotes, sejam utilizados EPIs [Equipamentos de Proteção Individual], calçados fechados, luvas, calça e camisas de manga longa.

Ações diárias como evitar o acúmulo de lixo, principalmente em dias de temperaturas elevadas, também é uma forma de inibir a presença dos peçonhentos.

 

 

Legenda: Lagartas de cor verde surgem com mais frequência em coqueiros