Com o aparelho raio-x da UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) do Veneza sem funcionar [leia mais na página 9], uma ambulância do Corpo de Bombeiros precisou percorrer 8,3 quilômetros a mais para levar um rapaz para a UPA da Tancredo Neves, na tarde de ontem, em Cascavel.

O acidente aconteceu do ladinho da UPA Brasília. Porém, a unidade estava sem maca e a ambulância precisou fazer o deslocamento – que de carro demora cerca de 17 minutos – para que o paciente conseguisse ser internado e fizesse o exame.

Segundo o Consamu (Consórcio Intermunicipal Samu Oeste), o acúmulo de pacientes ocorreu porque a UPA Veneza está sem o aparelho e os pacientes têm de ser divididos entre as demais unidades. “Os casos que precisam de exames vão para as demais unidades. Houve sobrecarga e retenção de maca à tarde e a UPA Brasília lotou. A unidade da Tancredo Neves recebeu pacientes normalmente. Os problemas devem continuar por uma semana, mas hoje [ontem] impactou de forma mais importante”, relatou o diretor-técnico do Consamu, Rodrigo Nicácio.

BOX

O acidente

Um ciclista ficou gravemente ferido em um acidente registrado no fim da tarde de ontem. O rapaz de 18 anos estava de bicicleta e sem capacete descendo a via que só vai sentido ao Centro quando bateu em uma Kombi. O motorista do veículo não conseguiu desviar.

Foi possível perceber a força do impacto pelo para-brisa do veículo que ficou destruído.

O jovem estava confuso quando foi atendido por populares, que acionaram o Corpo de Bombeiros. Os socorristas pediram ainda o apoio médico no local porque o rapaz estava com traumatismo craniano leve.