Foz do Iguaçu – A Secretaria da Saúde do Paraná divulga ontem (19) o Boletim Epidemiológico semanal que monitora os casos de dengue no estado: são 205 novos casos confirmados, subindo para 1.234 o total de pessoas com dengue desde agosto e as notificações passam de 10 mil em todo o Paraná.

Paranavaí lidera com 373 casos confirmados, seguida por Londrina, com 184 casos e Maringá, com 173. Na região, a situação mais grave é na região de fronteira. Foz do Iguaçu tem 119 confirmados e 1.527 notificados.

Contudo, a região está em alerta máximo. Dentre 19 estações analisadas na última semana com relação às condições climáticas favoráveis à reprodução e ao desenvolvimento de focos (criadouros) e à dispersão do mosquito Aedes aegypti, seis estão na região: Cascavel e Foz com risco médio e São Miguel, Santa Helena, Guaíra e Palotina com risco alto.

“São números preocupantes e o governo do Estado segue reforçando a orientação para que toda a população verifique e elimine os possíveis locais de formação de focos do mosquito transmissor da dengue. Estamos com uma campanha de conscientização nos veículos de comunicação e redes sociais de todo o Estado alertando sobre o perigo da dengue e destacando as medidas de combate”, afirmou o secretário Beto Preto.

O município de Santa Isabel do Ivaí, em situação de epidemia, confirmou nesta semana 93 novos casos, e o de Inajá, 66. Também estão em epidemia: Nova Cantu, Quinta do Sol, Ângulo, Floraí, Uniflor.