Sem Nenê e em busca de voltar a vencer, Vasco pega o Tupi

28630186083_3a288ecd58_o (1).jpgSe esta sexta-feira foi dia de a torcida vascaína relembrar os 18 anos da conquista da Libertadores, este sábado a realidade é voltar a vencer para se reaproximar da elite. Sem a principal estrela do elenco, Nenê, poupado, e depois de dois empates seguidos pela Série B, contra o Ceará e Sampaio Corrêa, além da derrota para o Santos, pela Copa do Brasil, tudo o que o time precisa é ganhar do Tupi, às 16h30m, em Juiz de Fora. Vasco em 26 de agosto

JK

Para o lugar do camisa 10 ? que não escondeu a irritação ao ser substituído contra o Santos ? o mais cotado é Yago Pikachu. Outro que pode herdar a vaga é Evander.

O técnico Jorginho lamentou a ausência de um dos dois artilheiros da competição (o meia tem 11 gols, ao lado de Gustavo, do Criciúma).

? Não é fácil ficar sem Nenê. Ele também chegou à conclusão de que não estava conseguindo render o seu máximo ? revelou o treinador, garantindo ter tomado a decisão de poupar o camisa 10 após conversa com o jogador e a comissão técnica.

O fisioterapeuta Alex Evangelista garantiu que o meia não tem lesão ou problema físico, mas destacou que o projeto é brigar pela Copa do Brasil (o jogo da volta contra o Santos é dia 21, de setembro). E revelou que Nenê se recuperou, há pouco tempo, de uma fibrose muscular.

? Acho que perderíamos mais se o Nenê permanecesse sem as condições necessárias. Poderíamos perdê-lo por mais tempo ? alertou Jorginho.

Evangelista, por sua vez, disse que o artilheiro do time na temporada deve voltar na terça, contra o Vila Nova, em São Januário, ou sábado, contra o Bahia, na Fonte Nova.

Apesar dos tropeços recentes, o técnico não vê motivos para preocupação, mas lamenta um vacilo na última partida pela Série B:

? Não teve queda de rendimento, a gente teve um primeiro tempo muito bom contra o Sampaio e deixamos escapar a vitória na bola parada (1 a 1). Tenho certeza de que vamos reverter esta situação.

ELOGIOS AO TUPI

No primeiro turno, em casa, o Vasco teve trabalho para vencer o Tupi por 1 a 0. E Jorginho prevê outra partida complicada:

? Acho que é um jogo de marcação forte. Eles têm uma equipe competitiva e dificultaram muito em São Januário.

Hoje, atenção é uma palavra de ordem para o elenco, que perdeu cinco jogos no ano:

? Vamos em busca de bons resultados. Não muda o discurso, mas há uma urgência maior, uma atenção maior para que não sejamos pegos de surpresa ? alertou Jorginho.

No estádio da partida de logo mais, onde o time não joga desde 2013, o Vasco defende uma invencibilidade. Até hoje, a equipe carioca conquistou 15 vitórias e três empates. Parece o palco ideal para o atual momento do elenco vascaíno.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação