Curitiba – A arrecadação das receitas administradas pela Receita Federal no Paraná atingiu R$ 6,94 bilhões, acréscimo real (corrigido pelo IPCA) de 74,5% em relação a maio de 2020, quando foram arrecadados R$ 3,98 bilhões no Estado.

Dos R$ 6,94 bilhões, R$ 4,97 bilhões correspondem à arrecadação fazendária e R$ 1,98 bilhão à arrecadação previdenciária. A arrecadação do Estado respondeu por 5,04% da arrecadação nacional de receitas administradas.

Em todo o País, foram arrecadados R$ 137,9 bilhões em receitas administradas pela RFB, acréscimo real de 67,6% em relação ao mesmo mês de 2020, quando foram arrecadados R$ 76,1 bilhões.

O principal motivo para o crescimento significativo na arrecadação em relação ao ano passado foi a postergação do prazo para pagamentos de tributos ocorrida em abril de 2020. Devido ao início da pandemia do coronavírus, tributos que deveriam ter sido recolhidos em maio do ano passado foram postergados para meses posteriores, resultando em um recolhimento a menor. Esse cenário se somou a uma melhora nos índices de produção industrial, venda de bens e serviços, resultando em um aumento no recolhimento de todos os tributos administrados pela Receita Federal.

O prazo final para o pagamento do Imposto de Renda Pessoa Física levou ao aumento mais significativo na arrecadação de maio de 2021 em relação ao ano anterior, quando o prazo foi postergado por conta do início da pandemia. A diferença dos recolhimentos de IRPF entre os dois anos foi de R$ 604,8 milhões no Paraná.

 

Acumulado do ano 

No acumulado de janeiro a maio de 2021, a arrecadação da Receita Federal no Paraná soma R$ 38,9 bilhões, aumento real de 46,3% em relação ao mesmo período de 2020, quando foram arrecadados no estado R$ 26,6 bilhões.

Já o acumulado nacional chegou a R$ 722,3 bilhões, frente aos R$ 594,9 bilhões arrecadados no mesmo período de 2020, corrigidos pelo IPCA.