Abu Dhabi – O Real Madrid, campeão do Mundial de Clubes em três dos últimos quatro anos (2014, 2016 e 2017), inicia sua campanha na atual edição do torneio nesta quarta-feira, às 14h30 (de Brasília), em Abu Dhabi, em duelo válido pela semifinal contra o Kashima Antlers, japonês, que estará com sede de vingança.

Em 2016, as duas equipes se enfrentaram na final do Mundial em Yokohoma e os japoneses foram capazes de forçar uma prorrogação ao empatar em 2 a 2 no tempo regulamentar, antes de Cristiano Ronaldo balançar as redes duas vezes para selar o título para os espanhóis.

Desta vez, o astro português, hoje na Juventus, não estará presente e o Real Madrid atravessa momento complicado, com mais dúvidas do que certezas e com últimas atuações que não permitem muito otimismo.

As recentes derrotas por 3 a 0 diante do Eibar no Campeonato Espanhol e para o CSKA Moscou na Champions deixaram a torcida na bronca. Contra os russos, os jogadores saíram de campo vaiados pelo Estádio Santiago Bernabéu. Neste cenário, um título do Mundial de Clubes se apresenta como uma boa oportunidade para uma mudança radical, de olho em 2019.

Do outro lado do campo estará um Kashima Antlers que fez história ao conquistar pela primeira vez a Liga dos Campeões asiática. Ao contrário do Real, os japoneses já entraram em campo na atual edição do Mundial de Clubes, vencendo nas quartas de final o Chivas mexicano de virada por 3 a 2.

Esperance em quinto

O Esperance, da Tunísia, terminou o Mundial de Clubes da Fifa com o quinto lugar. Ontem, o campeão africano derrotou o mexicano Chivas Guadalajara por 6 a 5, nos pênaltis, e fechou a sua participação na competição disputada nos Emirados Árabes Unidos. No tempo normal, o duelo terminou empatado por 1 a 1.