A Polícia Civil de Cascavel investiga a possibilidade da atuação de uma grande quadrilha envolvida em furtos e desmanches de veículos na região. A provável ligação de um mesmo grupo criminoso foi levantada a partir de vários crimes revelados pela polícia praticados da mesma forma.

Na noite de quarta-feira, uma empresa de autopeças na Avenida Barão do Rio Branco, no Bairro São Cristóvão, foi vistoriada pelos policiais.

No local foram apreendidas 38 unidades de eixos agregados que estavam com a numeração de série raspada e sem procedência. O material foi avaliado pela polícia em R$ 25 mil. Um homem, identificado como José da Conceição, 46 anos, foi preso por receptação qualificada.

Quatro barracões

Pelo menos quatro barracões nesta mesma situação já foram derrubados pela polícia em situações distintas. E a suspeita é de que sejam da mesma quadrilha.

A investigação começou em Corbélia a partir da prisão em flagrante de dois homens envolvidos em desmanche de veículo. Dois veículos também foram recolhidos pela polícia em ações distintas. “Estamos prendendo os receptadores, mas com dificuldade em chegar a quem pratica esses furtos, porque normalmente são pessoas de outras cidades, e esses veículos são trazidos para desmanche aqui. Também orientamos que a pessoa procure informação para não comprar produtos de furto ou de roubo, desconfiar quando as numerações estão raspadas ou quando não tem procedência comprovada”, resume o delegado-chefe da 15ª SDP (Subdivisão Policial) de Cascavel, Nagib Nassif de Palma.

Reportagem: Tatiane Bertolino

Foto: Polícia Civil

21 – Itens foram apreendidos de local de desmanche pela Polícia Civil