A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, às 23h59 de domingo (26), a Operação Natal 2021 na Delegacia PRF de Cascavel.

Neste ano, durante os quatro dias de operação, que teve início na quinta (23), agentes da PRF flagraram 42 motoristas dirigindo bêbados; 4 foram presos. 114 condutores ou passageiros estavam sem o cinto de segurança, além de 30 ocasiões em que crianças não utilizavam adequadamente um dispositivo de retenção, como a cadeirinha.

A PRF registrou 10 acidentes, 14 feridos e 1 morto. Na operação do ano passado, durante o período de restrições impostas pela pandemia, entre os dias 24 e 27 de dezembro, 4 acidentes foram atendidos, 4 pessoas ficaram feridas, nenhuma com gravidade.
Cabe ressaltar que o fluxo de veículos no ano de 2020 foi bem menor em razão das restrições ocasionadas pela pandemia.

Foram registradas 122 ultrapassagens irregulares durante o período. Esse tipo de ultrapassagem é responsável pela maioria dos acidentes do tipo colisão frontal, onde o motorista não consegue efetuar em tempo a manobra de ultrapassagem ou força a ultrapassagem, colidindo frontalmente com o veículo que está trafegando no sentido contrário. O único acidente com morte registrado no período foi resultado desse tipo de manobra. As colisões frontais são responsáveis por 30% das mortes nas rodovias federais da região oeste do Paraná.

Foram fiscalizadas 1.115 pessoas e 898 veículos. 860 infrações foram registradas pelos policiais, nos cerca de 500 quilômetros de rodovias federais da circunscrição da PRF de Cascavel. No total, 10 veículos foram recolhidos por não oferecerem condições de segurança para circular.

7 pessoas foram presas por crimes de trânsito no período.

 

 

60% dos acidentes aconteceram na BR 277, sendo 50% entre os km 587 e 592. O Km 587 foi o mais violento com 2 ocorrências, sendo uma grave.

A BR 369 registrou 30% dos acidentes, mas 2/3 dos acidentes graves.

A BR 163 registrou apenas 1 acidente. Não houve registro na BR 467 durante o período. O horário com o maior número de registros foi entre 17 e 18h (Dia) Mas 2 das 3 ocorrências graves foram registradas no período noturno, entre as 21 e 23h.

PRF