A Polícia Federal iniciou, na manhã desta terça-feira (27), duas operações contra o uso de portos brasileiros para o tráfico internacional de drogas. Em uma delas, os agentes apreenderam cerca de US$ 4,5 milhões em espécie. As ações contra o tráfico são comandadas pelas delegacias da PF em Itajaí (SC) e Santos (SP), a reportagem é do Portal G1.

Segundo as investigações, as organizações criminosas inseriam cocaína em contêineres embarcados nos dois portos, além do terminal de Paranaguá (PR), utilizando empresas de fachada com atuação na logística portuária. Em geral, a droga era escondida sem que os verdadeiros donos das cargas soubessem e eram enviadas para diferentes partes do mundo.

Em Santos, a PF batizou a operação como Alba Vírus, fazendo referência à cocaína, para desmantelar uma organização criminosa voltada ao tráfico internacional de entorpecentes, realizado por meio de navios cargueiros.

As investigações começaram em Guarujá, quando foram identificados integrantes de uma organização criminosa, bem como diversos bens móveis e imóveis adquiridos com o proveito da prática criminosa.

Com a análise dos celulares apreendidos em Guarujá, foram encontrados diversos vídeos nos quais os suspeitos aparecem ocultando cocaína em meio a cargas lícitas em contêineres de navios com destino a Europa.

Segundo apurado pela Polícia Federal, o grupo seria responsável por uma remessa de mais de seis toneladas de cocaína. Na operação, foram cumpridos 42 mandados de busca e apreensão e 18 mandados de prisão temporária pela 5º Vara Federal de Santos, além do sequestro de mais de R$ 23 milhões em imóveis.

Além da operação em andamento em Santos, também estão sendo cumpridos mandados em outros estados. A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram a operação com o cumprimento de 33 mandados de busca e apreensão e 24 mandados de prisão nas cidades de Itajaí, Balneário Camboriú, Blumenau, Balneário Piçarras e Ilhota.

Na última segunda-feira (26), mas uma grande apreensão de cocaína foi feita dentro de um contêiner no Porto de Santos. Apenas em 2019, 16,2 toneladas da droga foram encontradas escondidas nos terminais portuários da cidade e, e a maior parte, tinha como destino o continente europeu. No ano passado foram 23,1 toneladas.

Segundo a Polícia Federal, foram recrutados 150 policiais para a execução das medidas. A operação conta com o apoio de servidores da Receita Federal e cães farejadores. Além da prisão dos investigados, também foram apreendidos veículos e bens dos investigados.