Uma série de assassinatos vêm sendo registrados nos últimos dias em Maringá e região, e podem ter ligação, segundo a polícia. O mais recente ocorreu na noite desta quarta-feira, 8, no Jardim Floresta, em Sarandi.

Um jovem, de 25 anos, estava em uma lanchonete quando foi surpreendido por dois homens que chegaram de moto. O garupa desceu e efetuou vários disparos, 12 deles atingiram a vítima. Um pouco mais cedo, no mesmo bairro, houve uma tentativa de homicídio.

Nos últimos 6 dias, foram registrados 5 assassinatos em Maringá e região. Eles começaram na sexta-feira, 3, no Conjunto José Richa, em Sarandi. Um homem foi executado a tiros enquanto pilotava uma moto. À noite, outro homem foi morto com vários disparos em frente a um açougue, no distrito de Iguatemi, em Maringá.

No fim de semana, outro jovem foi assassinado, em Maringá, em meio a aglomeração da avenida Petrônio Portela e três pessoas ficaram feridas, após a ação de um atirador. Na segunda, um homem foi executado com disparos de pistola, em Mandaguaçu. Um dia depois, outro homem de 47 anos, foi morto em frente de casa por um jovem de bicicleta, no Jardim São Jorge, em Maringá.

Em todos os casos, as ações dos criminosos têm semelhanças. As vítimas são surpreendidas quando estão em casa ou em momentos de lazer. Os atiradores chegam armados, cometem os crimes efetuando vários disparos e fogem muito rápido.

As vítimas, na maioria dos casos, têm ligação com o tráfico de drogas, seja para o consumo ou venda, e estão envolvidas com o chamado “acerto de contas”. Ninguém foi preso até a publicação desta reportagem.

A polícia investiga os casos. O delegado da Polícia Civil de Sarandi, Adriano Garcia, diz que os crimes podem estar relacionados.

“Acreditamos que sim, as equipes da delegacia de Sarandi e do setor de Homicídios estão interligadas, há dados relevantes levantados, a identificação dos autores certamente vai chegar, os policiais estão trabalhando nisso”, disse o delegado.

(GMC Online)