Policiais da Delegacia de homicídios prenderam no início da tarde desta terça-feira (23) dois suspeitos do homicídio do comerciante Gildo Sedor.

A morte ocorreu no dia 31/12/2020 quando a vítima estava em cima do telhado de uma residência no Paulo Godoy fazendo a troca de uma antena e foi atingido por um disparo de arma de fogo.

Segundo o delegado, Diego Valim, a vítima teria sido morta por engano pelos acusados.

Um dos motivos do crime seria que um dos acusados teria uma desavença com uma terceira pessoa que teria efetuado disparos contra um dos autores em 2020. O autor alega que acreditava que Gildo Sedor se tratava desse indivíduo e que estava sobre efeito de álcool no momento do crime. Ele alegou que acreditava fielmente que Gildo era o agressor.

Desde a data do crime os policiais trabalham no intuito de identificar os autores do crime que foram filmados por uma câmera de segurança fugindo do local.

As equipes policiais estavam em diligências investigativas nas ruas e identificaram e prenderam os dois suspeitos.

Anteriormente os homens já haviam se apresentado na delegacia e teriam contado uma versão que não corroborou com as investigações da Polícia Civil. Os suspeitos já são velhos conhecidos do setor policial e ficam à disposição da justiça a partir de agora.