Desde janeiro deste ano, a Polícia Civil do Paraná (PCPR) intensificou as ações para diminuir o índice de homicídios envolvendo o tráfico de drogas no Estado. As ações fazem parte do Plano de Atuação Sistemática e Integrada (Pasi) e contam com a participação de mais de 12 unidades.

Além da diminuição dos índices de homicídios, as ações têm como objetivo a presença constante dos policiais nos bairros, a aproximação da PCPR à população e o combate ao crime organizado.

A delegada Ana Cristina Ferreira destaca que o trabalho é constante, trazendo mais segurança à sociedade. “O serviço policial engloba diversos tipos de ações planejadas para combater o tráfico de drogas e, consequentemente, coibir homicídios, trazendo mais segurança à população”, disse.

Os trabalhos envolvem operações de repressão qualificada oriundas de investigações de alta complexidade com aplicação de técnicas especializadas para a desarticulação de organizações criminosas.

Para a delegada Camila Cecconello, o combate ao tráfico de drogas impacta diretamente na redução de homicídios. Segundo ela, em Curitiba cerca de 80% dos homicídios estão relacionados ou são motivados pelo uso, ou tráfico de drogas.

“As organizações criminosas, dentro dos bairros, disputam o controle do tráfico e cometem os homicídios entre os envolvidos ou contra os usuários que não efetuam pagamento das drogas. A partir do momento em que a PCPR realiza ações no combate ao narcotráfico e prende os responsáveis, também está contribuindo para a captura de envolvidos em homicídios”, afirmou.

A iniciativa engloba diversos tipos de ações planejadas, com a participação integrada de mais de 12 unidades da PCPR, como a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc), Grupamento de Operações Aéreas (GOA), Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e Grupo Tigre, entre outros.

DENÚNCIAS – A PCPR também conta com o auxílio dos moradores dos bairros em que estão ocorrendo as ações, com informações ou denúncias que auxiliem no trabalho dos policiais. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelos telefones 197, da PCPR, 181 Disque Denúncia ou pelo 0800-643-1121, diretamente à equipe de investigação.