A PCPR (Polícia Civil do Paraná) apreendeu 111 toneladas de fertilizantes de origem ilícita em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba. A ação contou com o apoio da Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná), Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Colombo e o IAT (Instituto de Águas e Terras). Estima-se que o valor da carga seja aproximadamente de R$ 1,7 milhão.

O proprietário da carga, de 42 anos, foi preso em flagrante por porte e posse de arma, crime contra a ordem tributária e relações de consumo e crime ambiental.

As investigações iniciaram após uma apreensão de 32 toneladas de fertilizante, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no dia 2 de outubro, em São Paulo.

Posteriormente, a PCPR apurou que a fábrica, que funcionava sem licenciamento e alvará, estava localizada no bairro Guaraituba, no município de Colombo. A PCPR se deslocou até o local e verificou que os produtos eram feitos em desconformidade com as normas vigentes, sem acompanhamento de um técnico responsável.