Cascavel – O desenvolvimento do esporte paranaense não foi brecado pela pandemia. Conhecido por ter atletas de elite revelados na base, com competições como os Jogos Escolares e Jogos da Juventude, o Paraná, mais uma vez, terá boa representatividade em uma edição dos Jogos Olímpicos. Pelo menos dez atletas já estão garantidos na delegação brasileira – dois para a Olimpíada e oito na Paralimpíada. Todos são bolsistas do Programa Geração Olímpica.

O projeto do governo do Estado fornece bolsas em dinheiro para auxiliar na preparação dos atletas. Os valores variam de acordo com os resultados obtidos nas competições nacionais e internacionais.

Para os Jogos Olímpicos estão garantidas Ágatha, do vôlei de praia e Ana Sátila, na canoagem. Já nas Paraolimpiadas, os atletas com vaga são Carminha Celestina de Oliveira e Jovane Silva Guissone Esteio, na esgrima em cadeira de rodas; Giovane Vieira de Paula e Mari Christina Santilli, na paracanoagem; Rodrigo Ferla Martins, como técnico da seleção de parataekwondo; Vítor Gonsalves Tavares, no parabadminton; Welder Camargo Knaf, no tênis de mesa em cadeira de rodas; Adriana Gomes de Azevedo, da paracanoagem.

Para Ágatha, que é bolsista desde 2013, a amplitude do programa, atendendo jovens talentos até campeões mundiais, é um dos principais fatores de seu sucesso. “Esse projeto [Geração Olímpica] é maravilhoso. A gente costuma ver muito apoio aos atletas depois que já conquistaram algo, depois dos resultados. Principalmente para os mais jovens, é o dinheiro dessa bolsa que vai ajudar a chegar ao treino, se alimentar melhor ou participar de uma competição”.

Em relação ao orgulho de fazer parte do Geração, ela completou: “Eu me sinto super-honrada de ser praticamente uma embaixadora do programa”.


Medalhistas terão premiação recorde

Rio de Janeiro – Os atletas do Time Brasil terão um incentivo a mais na busca pelo pódio olímpico. O COB (Comitê Olímpico do Brasil) definiu que fará uma premiação recorde para todos os medalhistas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Atletas campeões olímpicos em modalidades individuais serão premiados em R$ 250 mil. A recompensa pela medalha de prata será de R$ 150 mil e o bronze R$ 100 mil. Equipes com até seis atletas terão os seguintes valores para serem divididos: R$ 500 mil (ouro), R$ 300 mil (prata) e R$ 200 mil (bronze). Já os atletas das modalidades coletivas receberão R$ 750 mil (ouro), R$ 450 mil (prata) e R$ 300 mil (bronze), também para serem divididos.