Felipe Papazissis teve um fim de semana no Velocittà que só vai ser lembrado pelas lições que deixou. Em termos de resultados, foi uma etapa para esquecer e já pensar no que pode ser melhorado para a sequência da Stock Light, que chegará ao meio da temporada com a etapa a ser disputada em Curitiba, no início do mês de julho.
“Realmente foi uma etapa que passamos longe dos objetivos em termos de resultados e de evolução no carro. Desde a primeira sessão de treinos não conseguimos encontrar o melhor acerto e o que se viu na corrida foi consequência disso”, declarou o paulista que carrega as marcas da Ranalle, Tecfil, Trevilub, Sky Automotive, NGK, Kayaba, Sidlog e Perfect.

Com os resultados obtidos no Velocittà, 12º e 11º nas corridas disputadas, Papazissis deixou o top 10 do campeonato, o que vira motivação para encarar as próximas etapas.

“Precisamos buscar a recuperação e fazer boas provas nas próximas etapas. Temos um carro bom, que tem condições de andar na frente e brigar por pódio. É isso que vamos buscar nas próximas etapas”, afirmou.

Classificação após três etapas
1º – Felipe Baptista, 132 pontos
2º – Gabriel Robe, 125 pontos
3º – Arthur Leist, 111 pontos
4º – Mateus Ioria, 94 pontos
5º – Zezinho Muggiati, 92 pontos
6º – Pietro Rimbano, 91 pontos
7º – Raphael Reis, 85 pontos
8º – Lucas Kohl, 70 pontos
9º – Pedro Ferro, 67 pontos
10º – Raphael Teixeira, 58 pontos
11º – Felipe Papazissis, 57 pontos
12º – Gabriel Lusquiños, 44 pontos
13º – Edgar Bueno, 33 pontos
14º – Enzo Elias, 28 pontos
15º – Gustavo Myasava, 13 pontos
16º – Marco Cozzi, 13 pontos
17º – Dante Fibra, 13 pontos