Foz do Iguaçu – Na primeira semana da fase ostensiva da Operação Escudo, a Receita Federal já reteve mais de R$ 4,8 milhões em mercadorias. As atividades vêm atingindo o objetivo de intensificar o controle aduaneiro de bagagens e inibir a entrada de produtos estrangeiros de forma ilegal no Brasil.

Quanto às retenções, apenas na Ponte da Amizade foram mais de R$ 1,1 milhão em mercadorias estrangeiras em desacordo com a legislação. Entre as apreensões, foram encontradas muitas ocultas, algumas em compartimentos de veículos, motos, em capacetes e até mesmo presas junto ao corpo do viajante, por baixo das vestimentas.

Por outro lado, percebe-se que a presença fiscal tem um papel fundamental no que diz respeito às declarações espontâneas. Sábado, que é o dia de maior movimento na Ponte, as declarações espontâneas aumentaram em 326% quando comparadas ao sábado anterior, subindo de 23 para 75 declarações.

O registro do uso de cota de isenção de bagagem também teve aumento expressivo nessa primeira semana: saltou de 816 para 4.185 quando comparado à semana anterior, o que representa um aumento de mais de 512%.

Já as equipes volantes, que estão fiscalizando a região urbana e as estradas da região de Foz do Iguaçu e Cascavel, também apreenderam grande quantidade de mercadorias, 15 veículos, 3 ônibus e 2 caminhões.

As apreensões das equipes volantes somam R$ 3,7 milhões. Em sua maioria, são eletrônicos, grande quantidade de celulares e notebooks. Também foi apreendida uma grande carga de vinhos estrangeiros descaminhados, avaliados em R$ 450 mil e R$ 300 mil em cocaína em uma transportadora.

A Receita Federal disponibiliza telefones de contato para denúncias, de forma anônima, por meio dos números (45) 9 9152-2036 e (45) 9 9134-0100.