Maia diz que crédito deve chegar às micro, pequenas e médias empresas

O Banco Central prevê queda de 6,4% da economia em 2020

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje (29) que se o crédito não chegar às micro, pequenas e médias empresas, a queda da economia brasileira vai ser pior do que a projetada para este ano. O Banco Central prevê queda de 6,4% da economia em 2020, devido aos efeitos da pandemia da covid-19.

Quando usar máscara de pano

“Os bancos têm renovado o crédito, sem dúvida nenhuma, mas para a pequena, média e micro empresa tem chegado pouco dinheiro, e se não chegar, vai representar uma queda na economia maior do que a projetada hoje pelos economistas e vai gerar um volume maior de demandas no Judiciário num segundo momento”, afirmou Maia.

Durante evento online promovido pelo jornal O Globo e pelo Instituto Justiça e Cidadania sobre a importância do Judiciário na retomada da economia, Maia disse que é preciso encontrar uma solução para que os recursos cheguem às empresas. Ele defendeu a ampliação do diálogo com os bancos para que tenham uma participação maior na elaboração das leis.

“O que temos feito, junto com a equipe econômica, é ouvir as empresas e o sistema financeiro para encontrar um ponto de equilíbrio. Se você olhar o mercado financeiro, eles têm uma visão, se você olhar o setor produtivo, tem outra visão. Temos que tentar arranjar um ponto de equilíbrio para que todos contribuam”, disse o presidente da Câmara.

Centro Optico Parana

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação