Um pedido de socorro de uma mãe pelas redes sociais chamou a atenção nessa quinta-feira (17). Ela postou um desabafo no qual conta que a filha foi estuprada pelo ex-marido e que quando descobriu foi à Justiça, só que desde então vem sendo ameaçada de morte pelo homem. “Estou desesperada. Sou pobre, não consigo pagar um advogado. E o que contratei gratuito até agora nada foi feito. Estou sendo ameaçada de morte, eu e minhas filhas”, escreve.

No apelo, ela diz que tem provas do crime e alerta que o homem está “rondando” a região do Parque dos Ipês, zona oeste de Cascavel.

A mulher finaliza a postagem pedindo que as pessoas compartilhem para que o caso chegue às autoridades, para que ela consiga alguma resposta e proteção a ela e às filhas.

O Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente) informou que a denúncia do estupro chegou à delegacia ainda em 2017 e que o inquérito foi encaminhado ao Poder Judiciário em julho do ano passado. Como foi conduzido pela delegada que estava à frente do Nucria na época, a delegada Bárbara Strapassom disse que não conhece os detalhes da investigação. “Nós temos a informação de que o Ministério Público já ofereceu a denúncia, o rapaz foi indiciado no inquérito policial e agora aguarda a manifestação do Poder Judiciário”, disse a delegada Bárbara.

Segundo ela, o processo tramita em segredo de Justiça por envolver menor.

Ela orienta ainda que a mulher procure a polícia e denuncie também as ameaças: “Essa mãe precisa procurar o Nucria e relatar essas ameaças que ela está sofrendo e que relatou na rede social. Inclusive, para nós averiguarmos um eventual descumprimento de medida protetiva”.