Foz do Iguaçu – A Justiça Federal condenou oito brasileiros por envolvimento no mega-assalto a uma transportadora de valores em Cidade do Leste, no Paraguai, em abril do ano passado. As investigações estimam que o grupo roubou mais de US$ 11 milhões na ação, cerca de R$ 43 milhões.

Os réus foram condenados a penas que variam de 24 e 34 anos de reclusão por crimes como latrocínio, roubo seguido de morte. Na ocasião, o policial que fazia a segurança do local foi morto pelos ladrões.

Seis dos condenados já estão em penitenciárias federais brasileiras e outros dois estão foragidos da Penitenciária Central de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba.

O roubo aconteceu na noite do dia 24 de abril e toda a ação durou aproximadamente três horas. Os homens roubaram o carro-forte da transportadora de valores Prosegur e usaram dinamites no ataque ao cofre da empresa. Eles também incendiaram ao menos 15 veículos para distrair a polícia. A sede da empresa fica a 4 quilômetros da Ponte Internacional da Amizade.

Na fuga, por volta da 1h, o grupo de aproximadamente 40 assaltantes se separou para dificultar o cerco policial. Um dos veículos utilizados pelo grupo chegou a ser abandonado pela quadrilha com um fuzil antiaéreo. Os suspeitos se espalharam por várias cidades do Brasil. Quinze foram presos e três morreram.