Jornalismo paranaense perde Chico de Alencar

Jornalista que fez história na região oeste morreu nessa segunda-feira

Morreu na tarde de segunda-feira (11), o jornalista Francisco Alencar de 77 anos. Ele foi um dos nomes mais importantes do jornalismo paranaense e era apaixonado pela Terra das Cataratas. Na década de 1980, ele saiu de Foz do Iguaçu para trabalhar na redação do recém fundado O Paraná e ajudou a construir a história do jornal.

Quando usar máscara de pano

O Jornal O Paraná lamenta a perda de Chico. Estamos juntos em oração pelo conforto da família, colegas de trabalho e amigos.

Chico deixa a esposa, Clarice e três filhos, Adriana, Alexandre e Fernando.
O velório ocorre na manhã desta terça-feira (12) na Capela 1 do Cemitério São João Batista.

Nota de pesar 

A Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu se solidariza com familiares e amigos pelo falecimento do jornalista Francisco de Alencar, ocorrido na noite desta segunda-feira (11). Com mais de 50 anos de carreira, Chico, como era conhecido, foi um exemplo de dedicação ao trabalho e amor por Foz do Iguaçu.

Biografia

Nascido em Assis, interior de São Paulo, em 1943, se mudou para Foz do Iguaçu com a família em 1970, a convite da pioneira da imprensa Iguaçuense Ignez Sanches de Cristo, proprietária da gráfica Sanches e editora do jornalzinho “Mini Informativo”. Ele editou o primeiro guia de turismo de Foz. A convite, ele foi o editor do diário “Fronteira do Iguaçu”.

Atuou também no jornal “O Paraná”, colaborou com o “Jornal da Cidade”, o primeiro diário iguaçuense. Depois disso, ele foi colunista e editor do jornal “Primeira Hora”, chefiou o jornalismo da Radio Cultura a convite do amigo Antônio Cirilo.

O jornalista também escreveu um livro sobre a passagem de Santos Dumont pela cidade. Foi colunista do jornal “A Gazeta do Iguaçu”, além de editor por vários anos e membro do Conselho Editorial. Durante um ano foi colunista do diário “Jornal do Iguaçu” e produtor de um programa na Foz TV “De olho na Telinha”. Chico de Alencar também atuou no jornal 1ª Linha e teve um programa diário na Rádio Foz. Nos últimos anos atuou como colunista do jornal “GDIA”.

Com informações da Prefeitura de Foz do Iguaçu.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

dez − nove =