Foi com o auxílio do Serviço de Inteligência da Polícia Civil do Paraná que o Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente) e as equipes da PC de Cascavel chegaram até um homem suspeito de pedofilia no Bairro Floresta, em Cascavel.

Ele é técnico em informática, tem 30 anos e foi preso em flagrante na manhã de ontem.

De acordo com a delegada do Nucria, Bárbara Strapasson, na casa dele foram encontrados vídeos com material pornográfico em que aparecem crianças. “Nós tínhamos um mandado de busca e apreensão em dois endereços referentes ao mesmo suspeito e em um deles foi encontrado o material. A princípio, foi verificado que ele apenas armazenava o conteúdo, o que também é crime e tem pena máxima de quatro anos de prisão”, explica a delegada. O material será enviado a Curitiba para análise.

De acordo com a Polícia, não é possível identificar a origem das crianças que aparecem nas imagens e o suspeito não está presente nas cenas.

Foi arbitrada fiança de R$ 10 mil para o suspeito.

Operação Proteção Integral

A ação fez parte da Operação Proteção Integral deflagrada de forma simultânea em oito cidades do Estado. Onze mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Curitiba, Almirante Tamandaré, Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel, Palmas, Pato Branco e Cambé. Cinco pessoas foram presas em flagrante, sendo uma em Cascavel, Almirante Tamandaré e Pato Branco e duas em Londrina.

De acordo com a Polícia Civil, os presos não têm ligação, não se tratando de uma rede.

Outro caso

No dia 22 de novembro do ano passado, outro homem suspeito do mesmo crime foi preso em flagrante em Cascavel na Operação Luz da Infância 3, deflagrada em 19 estados brasileiros. De acordo com o Nucria, não há ligação entre o suspeito preso na época e o preso de ontem. Ainda de acordo com o Nucria, o suspeito preso em novembro foi indiciado pelo crime de pedofilia, mas não há informações se ele responde em liberdade ou se já houve condenação.