A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (17) a Operação Black Market com o objetivo de combater uma organização criminosa voltada à importação irregular de produtos eletrônicos de alto valor do Paraguai.

Cerca de 40 policiais federais saíram às ruas para cumprir ordens judiciais nas cidades de Guaíra/PR e Ibiporã/PR. Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Guaíra, sendo decretados sete mandados de busca e apreensão, além de ordens para o bloqueio de contas bancárias usadas pelos investigados e sequestro de imóveis, veículos e empresas.

A investigação foi iniciada em 2018 e tinha por objetivo apurar a ocorrência de possíveis crimes de descaminho e lavagem de dinheiro praticados por um grupo criminoso estabelecido em Guaíra.

De acordo com a apuração, a organização criminosa tinha como principal atividade a importação irregular de eletrônicos de alto valor do Paraguai e a lavagem de dinheiro mediante estabelecimentos comerciais de fachada, os quais eram utilizados para dar aparência de legalidade às atividades ilícitas.

No curso da investigação, a PF realizou inúmeras apreensões de produtos eletrônicos de alto valor agregado. Também foi apurado que os integrantes da organização movimentaram, entre os anos de 2013 e 2017, cerca de R$ 23 milhões.

A operação foi batizada de “Black Market” em alusão ao mercado clandestino utilizado pelos integrantes da organização criminosa para a distribuição das mercadorias introduzidas ilegalmente no Brasil a partir da fronteira com o Paraguai.