Giro da violência do dia 15 de janeiro de 2019

De volta para casa

Recebeu alta do HU (Hospital Universitário), domingo (13), Diciula das Graças do Nascimento, de 55 anos. Ela foi atacada por centenas de abelhas no dia 5 de janeiro na casa onde mora, no Parque Residencial Clarito, região norte de Cascavel. Diciula ficou cinco dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em coma. Na última quinta-feira (10) ela foi levada para o quarto, com significativa melhora no estado de saúde e desde então estava em observação. De acordo com a assessoria do HU, a mulher “foi liberada no domingo de manhã e, fora de perigo, se recupera em casa a partir de agora”.

Unimed

Agredida pelo filho

Uma mulher de 74 anos foi atendida pelo Siate após ser agredida pelo próprio filho no Bairro Brazmadeira, região norte de Cascavel. A agressão aconteceu na tarde de domingo (13). Iracema Leal sofreu sérias contusões no rosto e foi encaminhada à UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Brasília, onde permanecia internada na tarde dessa segunda-feira (14). De acordo com a Polícia Militar, além de dar socos no rosto da mãe, o homem de 42 anos ainda tentou enforcá-la com um cadarço de sapato. Ele está preso na 15ª Subdivisão Policial de Cascavel e deve responder por tentativa de homicídio.

Bateu e fugiu

Um homem ficou ferido em uma colisão entre dois carros registrada no cruzamento da Rua Aleijadinho com a Rua do Feitor, no Bairro Universitário, em Cascavel, na tarde dessa segunda-feira (14). A vítima, identificada como Ricardo, de 47 anos, conduzia um Palio que foi atingido por outro veículo que furou a preferencial. Ele sofreu uma contusão no tórax e foi encaminhado para a UPA Veneza. Testemunhas relataram que o outro carro era um Golf de cor verde, mas o condutor fugiu do local sem prestar auxílio.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação