Agentes do núcleo de Maringá do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpriu na manhã desta terça-feira, 11 de dezembro, mandado de prisão preventiva contra um vereador da cidade de Porto Rico, no Noroeste paranaense. A prisão foi decretada porque o vereador, que é réu em processo criminal em Loanda, vinha descumprindo medidas judiciais. O Ministério Público constatou várias ocorrências de violação das condições impostas pela Justiça, inclusive o rompimento de tornozeleira eletrônica.

O vereador está sendo processado na comarca de Loanda pela prática dos crimes de concussão (45 vezes), falsa identidade (quatro vezes) e lavagem de dinheiro (31 vezes). O réu era fiscal municipal de ICMS e realizava abordagens a caminhoneiros impondo exigências e fazendo ameaças de retenção de mercadorias ou veículos em troca de suborno.