Uma garçonete, que não teve a identidade revelada, foi detida ao decepar o órgão sexual do próprio chefe, que tentava estuprá-la no local de trabalho.

A funcionária informou a polícia que o homem a obrigava manter relações a força com ele e, que em uma das vezes, chegou ficar grávida do próprio chefe, porém, teria realizado um aborto.

Ela contou que os assédios eram constantes. Por isso, a vítima resolveu agir por contra própria ao sofrer a última tentativa de estupro.

Na ocasião, o homem tentou abusá-la sexualmente quando ela pegou uma faca e cortou o pênis do rapaz.

O acusado foi levado a um hospital da região e passou por uma cirurgia para reimplantar o órgão sexual. No entanto, não foi divulgado o estado de saúde dele.

A moça procurou a polícia e contou o ocorrido. Ela foi detida.

A polícia informa que os procedimentos legais devem ser seguidos pelo homem também, quando ele receber alta. O caso que aconteceu na madrugada da última terça-feira (1/6), na região de Sant Andreu de la Barca, em Barcelona, segue sendo investigado.

As informações são do portal ‘La Razón’