Ubiratã – Uma tragédia chocou a população de Ubiratã, município da região noroeste do Paraná, que acordou com a notícia da morte do vice-prefeito da cidade, Nil Pereira. Ainda ontem um casal foi preso pela polícia, suspeito do latrocínio, mas a investigação continua para identificar se há outros envolvidos na ação, já que os bandidos fugiram do local logo após o crime.

Nil estava em uma propriedade rural da família, a aproximados 15 quilômetros da cidade, quando foi rendido por assaltantes na noite de terça-feira. Segundo a polícia, ele teria reagido ao assalto e foi baleado. Familiares providenciaram o atendimento médico, mas o vice-prefeito não resistiu aos ferimentos e morreu dentro da ambulância dos bombeiros.

Um filho dele, de 22 anos, foi atingido com um disparo na perna e também foi para o hospital.

O velório de Nil foi realizado no Ginásio de Esportes de Ubiratã. O corpo foi levado ao local depois de passar pelo IML (Instituto Médico Legal) de Campo Mourão. Em volta do caixão coberto pela bandeira do Município, familiares e munícipes lotaram o ginásio para se despedir do vice-prefeito, que era casado e pai de três filhos.

Ordem direta

O governo do Estado determinou às forças de segurança que atuem com efetividade na elucidação da morte de Nil. O pedido foi publicado em nota de pesar assinado pela governadora Cida Borghetti. “O dia começou pesado com a notícia da morte do vice-prefeito de Ubiratã, Nil Pereira, durante uma tentativa de assalto. Que Deus ilumine e ampare a família, e dê forças a todos para suportar este triste momento. Determinei às forças de segurança do Estado que atuem com efetividade na investigação do crime para que os autores desta brutalidade sejam levados o quanto antes à Justiça”.

Demonstração de insegurança

Em nota, a Amop (Associação dos Municípios do Oeste do Paraná) se manifestou sobre a morte do vice-prefeito. Para a entidade, a tragédia é apenas mais uma evidência de que a região merece atenção especial por parte das autoridades de segurança, por se tratar de área de fronteira e estar à mercê do crime. “O produtor rural, como é o caso do vice-prefeito Nil, não pode ficar entregue à própria sorte”, declara Anderson Bento Maria, presidente da Amop.

Segundo ele, os prefeitos trabalham em sintonia com a Secretaria Estadual de Segurança Pública para tentar conter o avanço da marginalidade e estão em adiantado diálogo com o secretário Julio Reis, no sentido de ampliar as parcerias no setor, contando, inclusive, com a participação de Itaipu Binacional na ação. “Nós, prefeitos, lamentamos a morte de um colega, mas a insegurança ronda a todos, indistintamente, independente de ocupação ou profissão”, observa. “Em nome dos colegas prefeitos, quero manifestar condolências aos familiares e à população do município de Ubiratã”.