A produção mundial de café do ano-safra 2017-2018 foi reestimada e deverá atingir um volume equivalente a 158,56 milhões de sacas, o que denota uma pequena redução de 0,3% em relação ao mesmo período anterior. Neste cenário, estima-se também uma queda de 6,6% na produção de cafés arábicas, os quais deverão colher um volume de 97,16 milhões de sacas, e, em contrapartida, aumento de cafés robustas em torno de 11,5%, pois esse tipo de café produzirá 61,40 milhões de sacas de 60 quilos neste ano.

No Relatório sobre o mercado de Café – junho 2018, especificamente em relação à produção total dos cafés do Brasil, nesta safra em curso, a qual está estimada em 58,04 milhões de sacas, o que equivale a 36,6% da mundial, das quais 44,33 milhões de sacas são de arábica e 13,71 milhões de sacas de robusta, pode-se constatar que os arábicas brasileiros correspondem a 45,6% dos arábicas e os robustas brasileiros a 22,3%, se comparados exclusivamente com esses mesmos tipos de café em nível mundial.