O burro que ficou famoso no Brasil após ser apreendido com um carregamento de maconha foi “liberado” da Delegacia da Polícia Federal de Guaíra.

A apreensão do animal puxando uma carroça com quase 300 kg de maconha aconteceu na noite da última terça-feira (06), às margens do Rio Paraná, na cidade de Guaíra. Na situação, os traficantes aplicaram literalmente a expressão do meio policial “mula do tráfico”, utilizada para designar os contratados para transportarem drogas.

Após ser apreendido, o burro ficou sob os cuidados dos policiais federais do NEPOM, na base localizada as margens do Rio Paraná. Ele recebeu alimento e carrinho dos agentes.
Na tarde de quinta-feira (08), um casal compareceu na unidade e alegaram se tratar dos proprietários do animal, fato confirmado junto ao delegado que conduz a investigação do caso. Conforme a PF, eles relataram que o animal teria sido furtado no dia anterior aos fatos e o burro foi restituído aos proprietários.

Ainda conforme a Polícia Federal, o casal não tem relação com a situação de tráfico, tendo sido eles também vítimas dos criminosos, que teriam furtaram o burro e utilizado o animal no transporte de drogas.

A apreensão inusitada do burro viralizou nas redes sociais, de igual forma ao galo de Ivaiporã, que foi apreendido pela PM por perturbação do sossego após cantar de madrugada.