A agricultura familiar teve um ano positivo na região oeste do Paraná, apesar de alguns percalços e trâmites burocráticos que influenciaram o andamento dos trabalhos e ações em 2018. Essa é uma situação enfrentada, por exemplo, pela Biolabore (Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná), que tem sede em Santa Helena e atende 30 municípios da região. Porém, os resultados são satisfatórios e refletem em ampliação das ações em 2019.

A necessidade de renovação de contrato e o próprio pleito eleitoral de 2018 influenciaram o andamento dos trabalhos, segundo o presidente Douglas Kunz. “O cenário geral e as perspectivas, no entanto, são positivas”, ressalta.

No caso de contrato com a Itaipu Binacional, no Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável, houve ampliação para o atendimento em número de produtores e municípios assistidos. “Serão 1,2 mil produtores e aproximadamente 30 municípios que poderão acessar os serviços da cooperativa nos próximos três anos”, destaca Kunz.

Ampliação

Vencedora da licitação da Itaipu, a Biolabore ampliará os atendimentos em mais de 70%. Anteriormente eram contemplados 700 produtores. A equipe de assistência técnica, que era composta por 20 pessoas, passará para 26 profissionais.

Os serviços de assistência técnica são prestados há aproximadamente dez anos e representam o suporte para melhorar a produtividade, com diversificação, qualidade e conquista de mercado, segundo Kunz.

O trabalho foi retomado em dezembro e as ações já estão sendo intensificadas neste mês de janeiro. A expectativa é bastante positiva com manutenção constante da qualidade dos serviços. Dentre as ampliações estão oferta de crédito agrícola, licenciamento ambiental, topografia e conservação de solo. A atenção está voltada à agricultura familiar com produção de grãos, frutas, hortaliças, apicultura e pecuária leiteira.

Conforme o presidente da Biolabore, os trabalhos são ofertados em pareceria com Itaipu, prefeituras e Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micros e Pequenas Empresas).

A Biolabore

A Biolabore fica no CAP (Centro Avançado de Pesquisas) de Santa Helena na Rodovia 497, Linha Novo Paraíso. Possui 74 cooperados e um grupo multidisciplinar de engenheiros agrônomos, agrícolas, químicos e ambientais, zootecnistas, médicos veterinários, biólogos, administradores, turismologos, geógrafos, sociólogos, economistas, advogados e técnicos agropecuários, com formações de nível técnico, superior, pós-graduados (mestres e doutores). Tem como missão fornecer serviços técnicos especializados e produtos para o desenvolvimento sustentável e uma visão de ser referência na elaboração e atuação em projetos sustentáveis.