Advogado é preso em Cascavel por extorquir vítima

O advogado já responde por porte ilegal de armas e violência doméstica

Um advogado da cidade de Corbélia foi preso na manhã desta quinta-feira por crime de exploração de prestígio – uma espécie de extorsão dos clientes. A prisão ocorreu em Cascavel. A ação penal transitou e foi julgada pelo TJ (Tribunal de Justiça). O caso que chegou ao MP (Ministério Público) do município ocorreu em 2011.

A vítima apontou que o advogado havia exigido uma quantia – R$ 10 mil – “metade para arcar com custas do profissional e outra metade para o delegado e o escrivão, para que não houvesse a prisão. O dinheiro na verdade ficava com o próprio advogado – o acordo não era de conhecimento das autoridades”, explica a promotora de Justiça, Cláudia Biazus.

Quando houve a denúncia, a vítima constatou que não havia mandado algum de prisão contra ela e procurou o MP. O advogado havia inventado a denúncia com o propósito de obter vantagens. “A vítima ao saber que não havia qualquer mandado não quis pagar o dinheiro ao advogado. Com isso, ela relatou ameaças e perseguições por parte do advogado”, diz Biazus.

O advogado de 39 anos foi encaminhado a 15ª SDP (Subdivisão Policial) – conforme as autoridades, ele já responde por porte ilegal de armas e violência doméstica.



Fale com a Redação

5 × 1 =