O homem acusado de ter matado e abandonado o corpo de uma mulher dentro de um guarda-roupa, em Cascavel, no oeste do Paraná, irá a júri popular, segundo o Ministério Público do Paraná (MP-PR). Uma audiência que analisa o caso foi feita na quarta-feira (4).

O MP-PR informou que o réu irá responder por homicídio triplamente qualificado – por feminicídio, recurso que dificultou a defesa da vítima e asfixia mecânica -, além de furto e ocultação de cadáver.

A Justiça também determinou a manutenção da prisão preventiva do denunciado, que deve continuar detido até o dia do julgamento. A data ainda será definida.