Assis Chateaubriand – Quando a campanha nacional de vacinação começou, em 18 de janeiro, a previsão era de que, hoje, todo o grupo prioritário já tivesse recebido ao menos a primeira dose. Na época, esse grupo tinha 4,1 milhões de pessoas no Paraná. Hoje, com atualizações, chega a 4,9 milhões, mas, mesmo assim, o Estado ainda está longe de concluir essa primeira fase. Até essa sexta-feira, 2.681.429 pessoas tinham recebido a primeira dose, 54,7% do grupo prioritário. Dessas, 1.217.466 já tomaram a segunda dose.

Mesmo assim, a vacinação para quem não estava naquele grupo já vislumbra a sua vez. Praticamente todo o Estado começou (ou está em vias de começar) a vacinação para a chamada “população geral”.

As duas primeiras cidades a ampliar a vacinação foram Foz do Iguaçu e Curitiba, ambas no dia 1º de junho. Com a distribuição de novas doses, as demais cidades do interior avançam no cronograma. Em Assis Chateaubriand, por exemplo, neste sábado receberão a primeira dose pessoas de 55, 56 e 57 anos de idade sem comorbidades. Ontem, foi a vez de quem tem 58 ou 59 anos.

Em Toledo, este sábado também é dia de vacinar quem tem 59 anos de idade e não estava no grupo prioritário. Até essa sexta, Toledo já havia aplicado a primeira dose em 31.692 pessoas, o que equivale a 22,2% da população.

Em Cascavel, a vacinação desse público já tem data para começar: na próxima quarta, dia 9, até a sexta, dia 11, serão vacinadas as pessoas com 58 e 59 anos. O Município vacinou 77.861 pessoas (1ª dose), 23,3% da população.

Já Foz do Iguaçu avançou bastante nos últimos dias e soma 73.491, o que corresponde a 28,45% dos habitantes.

No Estado, com 2,68 milhões de vacinados com a 1ª dose (23,2%).

A orientação é para que todos levem cartão de vacina, CPF, documento com foto e comprovante de residência.

A vacinação dos outros públicos continua, conforme a programação de cada município.

 

Novas doses

A Secretaria Estadual da Saúde enviou nessa nesta sexta (4) as 360.250 doses de Covishield, produzidas pela parceria entre Fiocruz/AstraZeneca/Universidade de Oxford, que chegaram ao Estado na última quarta-feira (2). Também foram enviadas às Regionais de Saúde 190 mil unidades de medicamentos, entre bloqueadores neuromusculares, sedativos e analgésicos para intubação de pacientes internados em UTI na rede hospitalar covid-19 no Paraná.

Os imunizantes são destinados à primeira dose (D1) dos seguintes grupos: pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência, profissionais das Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas, ribeirinhos, trabalhadores do sistema prisional, trabalhadores da assistência social, população privada de liberdade, população de 55 a 59 anos e trabalhadores da educação.

Na segunda-feira (7), a Secretaria fará a distribuição das 37.440 doses da vacina Cominarty, produzida pela Pfizer/BioNTech. Esse lote, que complementa a 22ª remessa enviada pelo MS, por meio do Plano Nacional de Operacionalização contra a Covid-19, é destinado à vacinação de primeira dose (D1) dos grupos prioritários de pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente e trabalhadores de transporte aéreo.

 

 

Confira a distribuição por Regional de Saúde das 360.250 doses:

 

Paranaguá – 18.950

Metropolitana – 101.360

Ponta Grossa –19.400

Irati – 4.325

Guarapuava – 14.790

União da Vitória – 5.105

Pato Branco – 7.345

Francisco Beltrão – 11.910

Foz do Iguaçu –  14.275

Cascavel – 19.485

Campo Mourão – 11.065

Umuarama – 9.450

Cianorte- 4.950

Paranavaí – 9.620

Maringá – 27.675

Apucarana –12.375

Londrina- 29.835

Cornélio Procópio – 7.950

Jacarezinho –8.995

Toledo – 11.945

Telêmaco Borba – 5.390

Ivaiporã – 4.055

 

Governo antecipa entrega de 3 milhões de doses da Janssen

 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou nessa sexta-feira (4) que o governo conseguiu antecipar com a farmacêutica Janssen a entrega de 3 milhões de doses da vacina contra a covid-19 para este mês.

O Brasil firmou um acordo com a Janssen de 38 milhões de doses. As remessas estavam previstas para chegar a partir dos próximos meses.

“A vacina da Janssen, nós já tínhamos acertado com a Janssen 38 milhões de doses da vacina, nós conseguimos antecipar 3 milhões. Chega agora no mês de junho”, disse o ministro.

A vacina da Janssen requer a aplicação só de uma dose, ao contrário da maioria das vacinas sendo aplicadas atualmente contra a covid-19, que exigem duas doses.

“Estamos organizando com o Conass e o Conasens a estratégia de distribuição dessa vacina. A principal característica dessa vacina é que ela é dose única, então, sendo dose única, são 3 milhões de brasileiros a mais imunizados de forma completa contra a covid-19”, continuou o ministro.

Até a noite dessa sexta, 47.718.537 de brasileiros haviam recebido a primeira dose, o que corresponde a 23% da população.

 

Paraná tem mais de 6 mil internados

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nessa sexta-feira (4) mais 3.462 casos confirmados e 49 mortes pela covid-19 no Paraná, elevando para 1.105.641 o total de infectados desde o início da pandemia, dos quais 26.811 não sobreviveram.

O que chama a atenção é para o crescimento de internados. Pelo segundo dia seguido, o Estado registra mais de 6 mil pessoas em alas exclusivas para covid-19. Nessa sexta, havia 6.056 pacientes, dos quais 2.513 em UTIs, também recorde.

Mesmo com 24 leitos de UTI abertos nesta semana, o Estado registrou 96% de ocupação, com 76 leitos disponíveis para todo o Paraná. As quatro macrorregionais alcançaram o mesmo índice. Já a fila de espera cedeu um pouco, com 1.169 pessoas aguardando transferência nessa sexta, das quais 647 para UTI.

O número de casos ativos, com capacidade de transmissão, também segue em crescimento e ontem atingiu nova marca: 305.991 pessoas com o vírus ativo.