Toledo – A remessa especial de vacinas – 35.173 doses do imunizante da Pfizer – começa a ser usada hoje em Toledo, que dá início à vacinação de toda a população a partir dos 12 anos contra a covid-19. A remessa especial faz parte de um estudo de natureza observacional da farmacêutica norte-americana, autorizado pelo Ministério da Saúde, que busca analisar o comportamento do Sars-Cov-2 em adolescentes e jovens de uma cidade de porte médio que receberam a primeira dose do medicamento. A cidade para o estudo foi definida pela Pfizer e governo federal. O governo do Estado apoiou na logística, com o transporte das vacinas de Curitiba para Toledo.

De acordo com a prefeitura, a aplicação dos imunizantes da faixa etária entre 12 e 17 anos começa nesta sexta-feira (27). A intenção é aplicar cerca de 7 mil primeiras doses por dia, contemplando duas idades no período.

Foram organizados quatro pontos para aplicação de D1, que vão funcionar com horário ampliado das 8h às 23h. Cada ponto receberá 1.750 doses por dia. Pelo menos 50 profissionais de saúde serão mobilizados nos pontos de vacinação, além das equipes de vigilância e saúde e atenção primária da secretaria municipal.

Os contatos da farmacêutica com Toledo se iniciaram na segunda quinzena de maio e se intensificaram a partir da segunda quinzena de junho. Com o Ministério da Saúde, as tratativas começaram a partir da segunda quinzena de julho, incluindo a vacinação no PNI (Plano Nacional de Imunização).

De acordo com o Vacinômetro nacional, ferramenta atualizada pelo SUS (Sistema Único de Saúde), o Paraná aplicou até ontem à noite 10.268.975 doses, sendo 7.179.203 relativas à primeira dose (D1) e 3.089.772 entre segunda dose (D2) e Dose Única (DU).

Toledo, por sua vez, alcançou a marca de 129.079 aplicações, com 91.976 D1 e 37.103(D2 ou DU). De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a população da cidade é estimada em 142.645 pessoas.

 

Única liberada

A vacina da Pfizer recebeu o registro definitivo da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em 23 de fevereiro, sendo a primeira a receber esse registro e a única, no Brasil, licenciada no Ministério da Saúde para aplicação em crianças e jovens de 12 a 17 anos. “Portanto, é muito importante deixar claro que a segurança da vacinação de 12 a 17 anos dos jovens de Toledo está completamente garantida”, disse a secretária de Saúde Gabriela Kucharski.

Gabriela destacou que o estudo é o único nos países em desenvolvimento. “Há outros países que estão fazendo aplicação da vacina Pfizer de 12 a 17 anos, em especial na Europa, entre eles França, Alemanha e Reino Unido, e, fora desse continente europeu, como o Japão, todos reconhecidos pela qualidade do seu atendimento em saúde. E Toledo será o representante dos países em desenvolvimento para essa observação”.

A secretária reafirmou que será um estudo observacional: “Não é um estudo de intervenção, não estamos fazendo testes em nossa população de adolescentes e de crianças”.

Ela explica que Toledo foi escolhido por ter as características demográficas e geográficas favoráveis para esse tipo de estudo, além da presença do câmpus da UFPR (Universidade Federal do Paraná). “Temos excelência no processo de trabalho de enfrentamento à pandemia e na vacinação. Recebemos muitos elogios, tanto local quanto regionalmente. Desde o atendimento, o diagnóstico, o cuidado com os nossos pacientes, o monitoramento e, por fim, a aplicação da vacina. É um trabalho feito com muita dedicação e excelência por todos os técnicos que trabalham na Secretaria de Saúde”, comentou.

Foto: Prefeitura de Toledo

Confira o cronograma de vacinação do lote especial de Toledo:

 

Sexta-feira (27)     17 e 18 anos ou mais

Sábado (28)         15 e 16 anos ou mais

Domingo (29)      13 e 14 anos ou mais

Segunda-feira (30)         12 anos ou mais

Terça-feira (31)     repescagem a partir dos 12 anos

Paraná ultrapassa marca de 37 mil mortes por covid-19

 

A Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) divulgou nessa quinta-feira (26) mais 2.519 casos e 103 mortes pela covid-19 no Paraná. Com esses números, o Estado chega a 1.443.521 o total de infectados desde o início da pandemia e alcança a marca de 37.062 mortes em decorrência da doença.

Os casos informados ontem são de janeiro (20), fevereiro (23), março (62), abril (24), maio (95), junho (47), julho (23) e agosto (2.221) de 2021, e de novembro (2) e dezembro (2) de 2020.

O Estado tem 2.544 pessoas internadas em leitos exclusivos para tratar covid-19, sendo 1.277 em UTI. Os menores números desde janeiro deste ano. Com isso, a taxa de ocupação de UTI caiu para 57%, mesmo com o fechamento de novos leitos.

Já a média móvel de sete dias de casos é de 1.321, queda de 36% em relação à média dos últimos 14 dias. E a média móvel de mortes é de 35, menor em 12% na mesma comparação.

Quanto às mortes informadas no boletim, tratam-se de 44 mulheres e 59 homens, com idades que variam de 9 a 95 anos. Os óbitos ocorreram entre 25 de agosto de 2020 e 26 de agosto de 2021.