Secretaria de Saúde de Foz vai testar mil moradores para monitorar coronavírus

Os resultados desta nova fase serão divulgados nas próximas semanas.

A Secretaria Municipal de Saúde e a Fundação Municipal de Saúde iniciaram, nesta quinta-feira (14), a segunda etapa da testagem ampliada, feita para monitorar a proliferação do coronavírus em Foz do Iguaçu. Serão testados aleatoriamente mil moradores de diferentes regiões da cidade.

Quando usar máscara de pano

A coleta de sangue para os testes deve ser finalizada nesta sexta-feira (15). Com os resultados, será possível projetar qual a porcentagem da população local já teve contato com a covid-19.

Nessa etapa a aplicação dos testes foi aprimorada. As equipes estão utilizando o método chamado Elisa, que consiste na coleta de sangue dos moradores para testagem em laboratório, onde é feita análise de reações que revelam se a pessoa já produziu anticorpos contra o vírus. Diferente do teste rápido, que fica pronto alguns minutos após a aplicação, neste caso os resultados levam em média uma semana para serem concluídos.

De acordo com o médico e Coordenador do Comitê de Enfrentamento a covid-19, Luiz Fernando Zarpelon, a mudança foi feita para garantir uma maior confiabilidade aos resultados. “Esse é um teste mais sensível e com menor possibilidades de erros que o teste rápido”, afirma.

O resultado positivo, neste caso, indica que o morador teve contato com o vírus, mas já desenvolveu anticorpos e já não transmite a doença, não sendo necessário o isolamento domiciliar ou qualquer outro tipo de intervenção.

Visitas

As equipes de saúde da prefeitura estão devidamente paramentadas e identificadas. O apoio logístico neste trabalho é do Centro de Controle de Zoonoses, que acompanha os enfermeiros (as) até as residências.

O vice-prefeito e secretário municipal Nilton Bobato, destaca o papel da população neste processo. “Pedimos a colaboração dos moradores para que atendam nossas equipes e participem da testagem. O resultado dessa análise é muito importante para a tomada das próximas decisões no enfrentamento a covid-19”, explicou.

Primeira fase

Na primeira etapa da testagem foram aplicados 754 testes, nos dias 29 e 30 de abril, sendo que apenas um apresentou resultado positivo. Proporcionalmente ao número de moradores da cidade, a partir do resultado foi possível estimar que aproximadamente 344 moradores já haviam tido contato com a doença. “Na época estávamos com 35 casos confirmados, então o resultado estava dentro da média que a Fiocruz estabelece, que é de 10 casos não registrados para cada caso confirmado”, explicou Zarpelon.

Os resultados desta nova fase serão divulgados nas próximas semanas.

Fonte: Assessoria

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

1 × três =