Em Goioerê, no Centro Ocidental do estado, o Ministério Público do Paraná ofereceu denúncias criminais contra seis civis e seis policiais militares que teriam participado do roubo de uma carga de agrotóxicos falsificados. Os civis foram denunciados pela 1ª Promotoria de Justiça de Goioerê à Vara Criminal da comarca, enquanto a denúncia contra os policiais militares foi apresentada pela mesma unidade do MPPR, em conjunto com a Promotoria de Justiça de Ubiratã, à Vara da Auditoria Militar do Estado do Paraná.

Conforme apurado nas investigações – realizadas pela Corregedoria da Polícia Militar do 3º Comando Regional de Maringá –, em fevereiro de 2019, o grupo de policiais militares, em conluio com civis, abordaram de madrugada, na zona rural, uma carga de agrotóxicos falsificados. Na ocasião, de acordo com a denúncia, teriam mantido em cárcere privado o motorista do veículo que transportava os agrotóxicos, do qual teriam subtraído R$ 1,3 mil. Além disso, teriam se apropriado da carga, avaliada em R$ 220 mil.

Os policiais militares foram denunciados, entre outros crimes, por prevaricação, cárcere privado e roubo qualificado. Já os civis, conforme a participação de cada um nos delitos, por comércio e transporte ilegal de agrotóxicos, uso de documento falso e roubo majorado.

Processos números 0007659-39.2019.8.16.0013 e 0002804-27.2021.8.16.0084.