Logo após a divulgação dos primeiros calendários de imunização dos profissionais do Ensino Superior, nesta semana, o Paraná acelerou a vacinação contra a Covid-19 neste grupo prioritário em instituições públicas e privadas. Foram, até esta sexta-feira (18), 13.578 contemplados.

Segundo o Vacinômetro, mantido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), o Estado está entre os quatro que mais vacinam profissionais da categoria. Na divisão por sexo, foram 5.354 homens e 8.224 mulheres. Profissionais de 45 a 49 anos foram os mais imunizados (3.032), seguidos de 40 a 44 (2.775) e 50 a 54 (2.447).

Mais de 37 mil doses dos imunizantes produzidos pela Pfizer/BioNTech e AstraZeneca/Fiocruz já foram distribuídos para 69 municípios de 21 Regionais de Saúde. A previsão é que, com a chegada de 234.510 novas doses, a imunização nessa classe ganhe corpo, dando continuidade ao Plano Estadual de Vacinação.

De acordo com o Censo de Educação Superior de 2019, realizado pelo Ministério da Educação (MEC), o Estado soma 57.110 profissionais em instituições de Ensino Superior, entre professores e trabalhadores administrativos.

“A agilidade que o Paraná tem demonstrado na vacinação dos trabalhadores das universidades é de fundamental importância para a queda nos números preocupantes da pandemia e também, assim que possível, para a retomada segura e gradual das atividades presenciais”, destaca Aldo Nelson Bona, superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Governo do Estado.

INTERIOR – No Noroeste, a Secretaria de Saúde de Maringá anunciou, nesta quinta-feira (17), que professores e agentes universitários com idade acima de 33 anos já podem se vacinar. As cidades de Cianorte, Ivaiporã, Umuarama, Diamante do Norte e Goioerê já iniciaram a imunização de trabalhadores de faculdades, centros universitários e universidades.

Na região Centro-Sul do Paraná, nos primeiros dias de campanha o município de Guarapuava já vacinou trabalhadores com idade superior a 25 anos. Já em Irati, a vacinação teve início na última terça-feira (15) para os servidores com 40 anos ou mais. No total, as duas cidades receberam 980 doses, que atenderam a Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) e a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), entre outras instituições.

“É uma importante conquista para o ensino superior paranaense. Estamos em muitas frentes no combate à Covid-19 e, para que isso se intensifique, a gente precisa que a nossa comunidade esteja vacinada”, afirma o reitor da Unicentro, professor Fábio Hernandes.

Na região dos Campos Gerais, o agente universitário Clodoaldo Alves Carneiro, que atua no restaurante da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), comemora o fato de estar vacinado. “Muitas pessoas próximas não tiveram essa oportunidade e a gente está conseguindo passar essa etapa em um momento significativo e importante para todos. Que possamos dar continuidade à vida”, afirma.

Em Ponta Grossa, a imunização dos trabalhadores do ensino superior iniciou na quarta (16), contemplando profissionais de 38 a 53 anos completos. “Viva a vacina, viva o SUS, viva a ciência”, declarou a servidora Valeska Gracioso Carlos, já imunizada.

CAPITAL – O calendário também avançou em Curitiba e, nesta sexta-feira (18), as unidades de vacinação estão atendendo o público com 25 anos ou mais. A Secretaria Municipal recebeu 15.346 doses de imunizantes para aplicar nos profissionais do Ensino Superior e está realizando um escalonamento por idade para aplicação das vacinas.

VACINÔMETRO – O Paraná imunizou, até o final dessa quinta-feira (17), um total de 3.581.731 cidadãos com a primeira dose e 1.277.466 pessoas com as duas doses da vacina. Em números absolutos, o Estado é o sexto que mais vacinou no País. Em relação ao Ensino Superior, apenas Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Bahia imunizaram mais em números absolutos.