O novo superintendente da PRF (Polícia Rodoviária Federal) no Paraná, Ismael de Oliveira, assume a função na manhã desta sexta-feira (8), em Curitiba.A cerimônia está marcada para as 9h30, no auditório da sede estadual da PRF, localizada na Linha Verde.

Oliveira substitui Adriano Furtado, que no início do ano tomou posse como diretor-geral da corporação, em Brasília. Furtado estará presente na solenidade desta sexta-feira.

Entre as autoridades que também confirmaram presença está o secretário nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Luiz Roberto Beggiora, além de parlamentares e dirigentes de outros órgãos da área de segurança.

Policial rodoviário federal desde 1995, Ismael de Oliveira, 46, é graduado em Direito e especialista em Trânsito, Direito Administrativo e Gestão Pública.

Natural de Guaíra (PR), Oliveira já exerceu as funções de superintendente substituto, corregedor regional, chefe da Seção Administrativa e Financeira e chefe do Núcleo de Apoio Técnico da PRF no estado.

Foi presidente da Comissão Nacional de Implantação de Leilões da PRF. Também presidiu o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Paraná. É ainda instrutor da Academia Nacional da PRF.

Resultados da PRF no Paraná

Em 2018, a Polícia Rodoviária Federal apreendeu 51 toneladas de drogas e 18 milhões de carteiras de cigarro no Paraná.

Ao longo dos últimos nove anos, desde 2010, a PRF apreendeu 413 toneladas de drogas, 162 milhões de carteiras de cigarro, 1.321 armas de fogo e 135 mil munições no estado.

Também em 2018, o órgão registrou uma queda de 20% das mortes em território paranaense. O total de mortes caiu de 613, em 2017, para 490 no ano passado. O número é o mais baixo desde o início da série histórica, em 2010.

Em relação a 2012, quando 855 pessoas morreram em rodovias federais do estado, a redução de mortes atingiu um percentual de 42,7%.

A PRF fiscaliza cerca de quatro mil quilômetros de rodovias no Paraná.