POLICIAL

Nenhuma empresa se candidata a reformar instalações da PEC

30 de junho de 2015 às 10:53
Publicidade

Cascavel – Ainda não foi desta vez que se definiu a empresa que irá fazer a reforma da PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel). O segundo leilão eletrônico da obra, realizado na segunda-feira (29), terminou deserto, com nenhuma empresa se candidatando à execução da obra.

Segundo a assessoria da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, o processo voltará para o diretor da Paraná Edificações, que é o órgão responsável pelas licitações envolvendo obras estaduais, e a previsão é de que até o fim da semana uma nova data seja marcada.

Um dos motivos para que ninguém demonstrasse interesse em reformar a penitenciária, segundo o órgão governamental, pode estar relacionado ao valor previsto para as melhorias, orçadas inicialmente em R$ 1.550.287,49. Dessa forma, existe a possibilidade de que esse montante seja corrigido.

Dentre as melhorias necessárias para que a PEC volte a ter a capacidade para 1,1 mil detentos que tinha antes da rebelião do fim de agosto do ano passado estão reparos nas instalações elétricas e hidráulicas, revestimento, novas grades, cobertura, impermeabilização e pintura.

(Com informações de Tissiane Merlak)

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE