Mortes por gripe saltam 38% e agora são 18 vítimas fatais

Eram 13 óbitos confirmados até 29 de maio e agora eles já somam 18

Foz do Iguaçu – Aumentou em 38% o número de mortes por influenza na região oeste somente na última semana. De acordo com o boletim da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) divulgado ontem, eram 13 óbitos confirmados até 29 de maio e agora eles já somam 18. Em todo o Paraná já são 43 mortes.

A situação mais preocupante é a da 9ª Regional de Saúde de Foz do Iguaçu, que na semana passada registrava seis mortes em decorrência de algum subtipo da influenza, e agora são dez casos. Nove delas somente no município de Foz do Iguaçu, oito provocadas pela gripe A H1N1 e uma morte por H3N2. A outra morte daquela Regional foi em Santa Terezinha de Itaipu, de um paciente infectado pelo vírus H1N1.

A 10ª Regional de Saúde de Cascavel registrou aumento de um caso. São quatro mortes no Município de Cascavel, sendo três por H1N1 e uma por H3N2, uma morte por H1N1 em Diamante do Sul e uma morte pelo mesmo vírus em Vera Cruz do Oeste, caso até então não contabilizado.

Já na 20ª Regional de Saúde de Toledo são duas mortes, ambas vitimadas pelo H1N1 uma em Toledo e outra em Marechal Cândido Rondon.

Em todo o Paraná o número de vítimas fatais passou de 37 na semana passada para 43 nesta semana.

Casos

O número de casos de influenza também aumentou expressivamente na última semana. Na região oeste, eles somavam 41 diagnósticos positivos na semana passada (37 de H1N1 e 4 de H3N2); agora são 52 casos (48 de H1N1 e 4 de H3N2).

Em todo o Paraná os 167 casos de influenza estão divididos da seguinte forma: 146 de H1N1 com 38 mortes; 9 casos de H3N2 com quatro mortes, 12 casos e uma morte de Influenza B

Reportagem: Juliet Manfrin



Fale com a Redação

dezessete − sete =