Marechal Rondon tem oito casos suspeitos de coronavírus e outros quatro descartados

“A cada dia, infelizmente, novos casos suspeitos do coronavírus surgem. Com isso, seguimos reforçando o pedido para que as pessoas fiquem em casa. A saída para a rua deverá ocorrer só em casos de extrema necessidade." frisa a secretária de Saúde, Marciane Specht.

Até às 11h desta quinta-feira, dia 26, de acordo com a Secretaria de Saúde de Marechal Rondon, o município possui oito casos suspeitos do novo coronavírus e outros quatro descartados. As pessoas com a suspeita da doença já estão em isolamento domiciliar e aguardam o resultado do exame.

Quando usar máscara de pano

“A cada dia, infelizmente, novos casos suspeitos do coronavírus surgem. Com isso, seguimos reforçando o pedido para que as pessoas fiquem em casa. A saída para a rua deverá ocorrer só em casos de extrema necessidade. Reforço também aos rondonenses, os hábitos básicos de higiene, como a lavagem das mãos ou o uso de álcool em gel, que já são de grande serventia. Em caso de sintomas como tosse seca, coriza, dor de garganta e dificuldade para respirar, é ideal que a pessoa fique em casa para o isolamento. Em caso de piora, o paciente deve procurar a unidade de saúde mais próxima”, frisa a secretária de Saúde, Marciane Specht.

Um caso da doença é considerado suspeito somente quando se enquadra nas seguintes situações:

– Febre e pelo menos um sinal ou sintoma respiratório (tosse, dificuldade de respirar, batimento das asas nasais entre outros) e histórico de viagem para área com transmissão local, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), nos últimos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sinais ou sintomas;

– Contato próximo domiciliar de caso confirmado laboratorial, que apresente febre e/ou qualquer sintoma respiratório, dentro de 14 dias após o último contato com o paciente.

COMO SE PREVENIR?

O Ministério da Saúde orienta sobre cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

– Evitar contato próximo com pessoas doentes.

– Ficar em casa quando estiver doente.

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

1 + três =