Reportagem: Juliet Manfrin

Cascavel – Qualquer fôlego à economia é bem-vindo! Esta é a avaliação do presidente do Sindilojas (Sindicato dos Lojistas e do Comércio Varejista de Cascavel e Região Oeste do Paraná), Leopoldo Furlan, diante da paradeira enfrentada pelo varejo há tempos. Por conta disso, lojistas já estão de olho em um público importante: aposentados e pensionistas.

É que esses beneficiários recebem a primeira parcela do 13º salário entre o fim deste mês de agosto e o início de setembro. A antecipação, que vinha sendo feita sempre nesse período por mais de uma década por decreto presidencial anual, agora deve virar lei, com a Medida Provisória 891 enviada pelo presidente Jair Bolsonaro ao Congresso há poucos dias.

O dinheiro extra vai entrar na conta de cerca de 340 mil beneficiários nos 94 municípios atendidos pelo escritório regional do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) de Cascavel e a promessa é de injetar na economia ao menos R$ 205,3 milhões, 5% a mais do que foi pago em 2018, quando foram R$ 195,5 milhões. “A gente sabe que muita gente vai usar esse dinheiro para pagar dívidas. O que também é importante. O lojista que não recebe corre o risco de ficar inadimplente também. O importante é consumir com cautela e responsabilidade”, reforçou Furlan.

Somado à folha correspondente do mês – que chega aos R$ 410 milhões -, a circulação na economia regional será de R$ 616 milhões somente entre esses beneficiários.

Por todo o Estado a expectativa é para que a parcela do 13º some R$ 1,204 bilhão na conta de 1,8 milhão de beneficiários. Somada à folha do mês, que serão outros R$ 2,408 bilhões resultando, portanto, em R$ 3,612 bilhões na economia estadual.

Os pagamentos serão feitos de acordo com o calendário de recebimentos de cada aposentado e pensionista, nos últimos cinco dias úteis deste mês – de 26 a 30 – e nos cinco primeiros dias úteis de setembro – 2 a 6 de setembro. Por todo o País são cerca de 30 milhões de pessoas que receberão R$ 20 bilhões.

A segunda parcela será paga no fim de novembro e início de dezembro, quando ocorre eventuais descontos de Imposto de Renda.