Horários de ônibus serão ampliados a partir de segunda-feira em Cascavel

Algumas linhas permanecem restritas aos horários de pico e às categorias previstas no decreto

A partir da próxima segunda-feira (11), mais linhas de ônibus devem começar a circular em Cascavel ainda em horários e restringindo a categorias específicas. Algumas linhas funcionarão até as 9h e iniciarão novamente às 17h.

Quando usar máscara de pano

Com a publicação do Decreto Municipal nº 15.424, de 4 de maio de 2020 – o qual incluiu também trabalhadores da indústria de transformação entre as 23 categorias que podem utilizar o transporte coletivo urbano neste período de restrições de aglomeração visando à contenção da propagação da covid-19 – a Cettrans/Transitar ampliou alguns horários e carros nas tabelas especiais para serviços essenciais que estão publicadas no site da Cettrans e que podem ser consultadas também neste link.

De acordo com a Divisão de Transporte da Cettrans/Transitar, o serviço continua restrito aos horários de pico, com maior parte das linhas rodando das 6h às 8h30; das 12h às 14h30 e das 18h às 20h30. Somente algumas linhas que apresentaram maior demanda é que tiveram horários estendidos: das 6h às 9h e das 17h às 20h30.

Restrições permanecem

Seguindo o protocolo de orientação do COE (Centro de Operações de Emergências) o novo decreto manteve o sistema de segunda a sábado, sem funcionamento aos domingos e feriados. Os veículos permanecem transportando o máximo de 50% da capacidade, conforme especificações do fabricante, somente para as categorias consideradas essenciais, mediante comprovação com crachá.

As gratuidades continuam suspensas, com exceção de pessoa com deficiência. O transporte ainda não está liberado para o comércio, para idosos, estudantes e à população em geral, por medida de segurança.

É obrigatório o uso de máscara. Também recomenda-se adotar as demais medidas de higiene (uso de álcool em gel) e atitudes de distanciamento social.

Categorias autorizadas em decreto a utilizar o transporte

I – Assistência à saúde, incluídos os serviços médicos, hospitalares e os prestadores de serviços terceirizados;

ll – Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade, incluindo os serviços terceirizados que prestam serviços para a execução da atividade fim;

lll – Serviços essenciais da administração pública, defesa, seguridade social e Legislativo, incluindo as atividades reguladoras, de controle e fiscalização destas, não recomendado para os trabalhadores que se enquadrem no grupo de risco;

lV – Atividades de segurança privada, vigilância e transporte de valores;

V – Limpeza pública urbana;

Vl – Serviços terceirizados de zeladoria e serviços gerais, exclusivamente para atendimento de serviços essenciais, conforme a lista de serviços essenciais do governo federal;

Vll – Serviços funerários;

Vlll – Comércio, indústria e distribuição de produtos farmoquímicos e farmacêuticos para uso humano e animal, incluindo os de manipulação de fórmulas;

lX – Comércio, indústria e distribuição de gêneros alimentícios e de higiene;

X – Unidades lotéricas;

Xl – Construção civil;

Xll – Comercio e distribuição de água mineral;

Xlll – Distribuição de gás;

XIV – Serviços postais;

XV – Transporte e entrega de cargas em geral;

XVI – Serviços de transporte: coletivo municipal, intermunicipal, interestadual e internacional de passageiros;

XVll – Produção, distribuição e comercialização de petróleo, combustíveis e derivados;

XVlll – lndústrias de transformação;

XIX – Telecomunicação e internet;

XX – lmprensa, incluindo radiodifusão sonora, de sons e imagens;

XXI – Pessoas com deficiência, conforme Lei Federal;

XXll – Doadores de sangue, mediante apresentação de comprovante de agendamento emitido pela instituição;

XXlll – Todo produto ou serviço para atendimento das necessidades no enfrentamento do Covid-19, desde que, oficialmente, solicitado pelo órgão de saúde competente.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

16 − 13 =