O estagiário do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que foi preso em flagrante pela Polícia Federal no último dia 14 acusado de furtar equipamentos eletrônicos do Instituto e vendê-lo na internet já está em liberdade. O rapaz de 19 anos pagou a fiança de R$ 5 mil e foi liberado ainda no fim de semana.

Ele deve responder por peculato, desvio de objeto de órgão público, que tem pena de 2 a 12 anos de prisão. Cada objeto furtado é considerado um crime, ou seja, todos os furtos serão somados.