Foz do Iguaçu – A sexta-feira (31) foi de muita comemoração e emoção no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu, graças às histórias de superação de Tiago Vaccari, 35 anos, e Fernando Priess, 47 anos.

Vaccari, que é profissional terceirizado do hospital, ficou dez dias internado entre enfermaria e UTI, enfrentando a covid-19. Esposa, filha e colegas de trabalho o aguardavam ansiosamente do lado de fora. “Faltam palavras para agradecer tudo o que fizeram por mim. Não foram dias fáceis, mas eu venci. Obrigado à minha família, aos meus amigos e a todos por tudo o que fizeram por mim”.

A batalha foi mais longa para Priess, professor e morador de Santa Terezinha de Itaipu. Foram 22 dias internado, dos quais 14 em UTI, em estado grave e intubado. Na saída, ao ser conduzido pela equipe multidisciplinar, foi surpreendido ao ver familiares e amigos e não conteve as lágrimas.

Ao som de “Como é grande o meu amor por você” e “Entra na minha casa, entra na minha vida”, Priess não conseguiu falar.

O diretor técnico do hospital, o médico Rodrigo Romanini, ressaltou a alegria da recuperação dos pacientes: “Durante as internações, eles passaram por altos e baixos e agora saem do hospital recuperados. É uma vitória. Obrigado por nos darem a honra de cuidar de cada um de vocês”, declarou.

O hospital registrava até essa sexta 58 altas de pacientes recuperados por covid-19, de um total de 96 internações. O centro hospitalar conta com 47 leitos, sendo 20 de UTI, sete de semi-intensiva e 20 leitos na Unidade de Transição.

A Itaipu realocou recursos na ordem de R$ 24 milhões contra a covid-19. Desse total, R$ 15 milhões foram destinados à criação de uma ala exclusiva para tratamento de pacientes graves da doença no HMCC. Parte dessa verba também foi direcionada para a compra de insumos e medicamentos das regionais de saúde municípios de abrangência da usina. A empresa ainda reservou R$ 5,5 milhões a entidades assistenciais da região.