Dois acusados de um homicídio ocorrido em 24 de agosto de 2016 serão julgados hoje no Fórum Estadual de Cascavel, às 9h. Um dos réus é Jessé Alves, acusado de ser o autor dos disparos e que teria premeditado a morte de Denis Eduardo Pascoski por ciúmes, diz a denúncia do Ministério Público.

Denis teria frequentado o bairro onde Jessé morava e o acusado não aceitou sua presença porque ele havia tido relacionamento com a namorada de Jessé.

Segundo o processo, o assassino invadiu a casa da vítima no Bairro Brazmadeira dizendo ser policial e chamou Denis, que foi executado.

O outro réu é Cleberson Luiz França Ferreira, acusado de ter ajudado Jessé a induzir um adolescente a assumir o crime. Um advogado também foi considerado cúmplice porque acompanhou o adolescente à Delegacia de Homicídios para assumir o crime. Ele será julgado em outro dia.

Apesar da confissão do adolescente, a Delegacia de Homicídios manteve a investigação e concluiu pela autoria de Jessé. Um mês depois da morte, os dois foram presos pelo crime.

 

Histórico

Jessé Alves era estudante de Jornalismo e trabalhava como plantonista em um grupo de comunicação local. Na época, segundo a polícia, ele teria aproveitado sua atuação na imprensa para tentar se livrar da acusação de homicídio, e é suspeito ainda de cometer outros crimes se prevalecendo de conhecer o meio policial e por ter atuado em diversos meios de comunicação.

Reportagem: Tatiane Bertolino