Crédito do BRDE garante manutenção de 11 mil empregos no Paraná

O desempenho do BRDE no Paraná se dá por meio do Programa Recupera Sul

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) já registrou, desde o dia 23 de março, mais de 1.500 pedidos de crédito e financiamento por parte de empresas paranaenses, que buscam recursos para manter o fluxo de caixa das empresas e amenizar os efeitos da crise provocada pela pandemia do coronavírus.

Quando usar máscara de pano

As solicitações somam R$ 2,9 bilhões, recorde de pedidos chegando a três vezes o número total de pedidos durante o ano de 2019. Neste mesmo período foram liberados mais de R$193,7 milhões – quase a metade para micro, pequenas e médias empresas. Estima-se que estes créditos garantem a manutenção de mais de 11 mil empregos, entre micro e pequenas empresas, cooperativas e indústrias do Estado

O desempenho do BRDE no Paraná se dá por meio do Programa Recupera Sul, que busca apoiar a recuperação da economia nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, após a crise do novo coronavírus.

RECORDE – Ele destaca que os 1.500 pedidos, somando R$ 2,9 bilhões, representam um recorde de demandas espontâneas e, também, um salto significativo, já que o registrado num intervalo de pouco mais de um mês corresponde a três vezes do volume total de demandas do ano passado.

Até o momento, a Agência Paraná do BRDE já liberou mais de R$193,7 milhões (sendo que deste montante, quase a metade foi destinada para micro, pequenas e médias empresas).

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

17 − 1 =